Faça a alta da taxa de juros trabalhar a seu favor

14/06/2022 00:10:13

5 min e 55 segundos

Principais pontos da leitura

Como sabemos, o pagamento de juros representa o preço da ansiedade por anteciparmos um consumo futuro para o presente.
Todas as vezes que não conseguimos conter nosso ímpeto, sacrificamos o nosso conforto do amanhã, pois estamos pagando por um produto ou serviço mais caro do que ele vale de fato.
Por isso, para alcançar a Longevidade Financeira é indispensável gastar bem e poupar certo. Em outros termos, quem poupa mais hoje se permite ter uma cesta de consumo maior no médio prazo.

Boletos atrasados, fatura do cartão de crédito vencida, ansioso para abrir sua margem consignável para fazer a próxima viagem? A Longevidade Financeira pode trazer a pessoa amada em poucos meses. Sim, você é a pessoa mais importante da sua vida. Traga de volta sua paz de espírito ao ter as contas em dia. Alcançar o bem-estar financeiro se assemelha àquela clássica instrução de segurança em voos comerciais: primeiro coloque a máscara em você para depois auxiliar a pessoa ao seu lado.

Você está dizendo que tenho que ser egoísta, Arnaldo? Pode isso?

Não, meu caro! Estou sugerindo que você cuide primeiro de si para estar o forte o suficiente para proteger as pessoas que mais ama. Dessa forma, a sua primeira batalha é proteger você dos seus maus hábitos.

Como sabemos, o pagamento de juros representa o preço da ansiedade por anteciparmos um consumo futuro para o presente. Todas as vezes que não conseguimos conter nosso ímpeto, sacrificamos o nosso conforto do amanhã, pois estamos pagando por um produto ou serviço mais caro do que ele vale de fato.

Por isso, para alcançar a Longevidade Financeira é indispensável gastar bem e poupar certo. Em outros termos, quem poupa mais hoje se permite ter uma cesta de consumo maior no médio prazo. Assim, quem poupa não é necessariamente mesquinho. Pelo contrário, pode ser um consumista consciente que aproveita as melhores oportunidades por ter recursos disponíveis trabalhando ao seu favor, como se fosse o seu melhor empregado.

Saiba também que caso esteja endividado, você não está sozinho nessa. De acordo com o Banco Central, o endividamento das famílias alcançou 52,6%, o maior nível desde o início da série histórica iniciada em 2005. Ou seja, o mais importante neste momento é se perdoar pelos eventuais equívocos passados e ter um olhar fixo na vitória: trazer sua paz de espírito de volta! Para tanto, pense grande, mas dê um passo de cada vez.

Gráfico mostrando a taxa de juros.
Fonte: Banco Central do Brasil (BCB) / Arte: Alex Oliveira

Outro ponto importante a se ter em mente é que dar início a esse ajuste nas suas finanças pessoais acabou de se tornar ainda mais relevante com os recentes aumentos da taxa de juros. Na semana passada, o Banco Central elevou a Selic de 11,75% para 12,75%. Foi o décimo aumento consecutivo desde março de 2021, o que representa o maior ciclo de alta da taxa básica da economia desde o início do sistema de metas de inflação, implantado no Brasil em 1999. Ainda assim, no último relatório Focus do dia 02/05, os analistas de mercado esperam que a Selic alcance 13,25% e a inflação fique em 7,31% no final do ano.

E como tais projeções impactam sua vida?

A Selic representa o custo de captação dos bancos. Todas as vezes que o Banco Central eleva a taxa de juros, as instituições financeiras repassam esse custo para o cliente final. Assim, a primeira ação que você deve tomar é sair de modalidades de crédito mais caras, como cheque especial e cartão de crédito, para operações de crédito pessoal mais barata, como o consignado, por exemplo.

Veja o custo de cada operação de crédito nos últimos anos e perceba o impacto da elevação da Selic nas taxas médias dessas operações:

Tabela da taxa de juros.
Fonte: Banco Central do Brasil (BCB) / Arte: Alex Oliveira

Outra possibilidade é mudar de instituição financeira ao fazer a portabilidade do crédito, caso o novo credor te ofereça taxas mais atrativas, logicamente. Cabe mencionar que foram efetivados 86.425 pedidos de portabilidade de crédito, totalizando R$ 1,1 bilhão de saldo portado em fevereiro de 2022.

Quem sabe você entra nessas estatísticas ao dar um primeiro passo na direção da sua Longevidade Financeira. Afinal, cuidar do seu bolso e valorizar o seu suor são atos de amor próprio, né?

Contudo, antes de transferir sua dívida, é importante que você compare as taxas ofertadas pelas diferentes instituições financeiras. É imprescindível que você tenha em sua posse, as seguintes informações:

  • Saldo devedor atualizado;
  • Demonstrativo da evolução do saldo devedor;
  • Taxa de juros anual (nominal e efetiva);
  • Valor de cada prestação, especificando o valor do principal e dos encargos; e
  • Prazo total e remanescente.

Saiba que o seu banco atual é obrigado a te fornecer essas informações.

E se eu não tenho dívida, Arnaldo?

Aí você merece um 9 com louvor. Para tirar 10, você deve alocar a maior parte da sua carteira de investimentos em renda fixa, que é diretamente afetada pela alta dos juros e, como vimos, a tendência é que o Banco Central eleve a Selic para 13,25% em 2022.Isso se a inflação não continuar superando as expectativas.

Neste momento de elevação da taxa de juros, sugiro que você avalie fundos que têm o objetivo de alcançar retornos superiores ao CDI, que é o índice de referência para os ativos alocados em renda fixa. Resumindo, a melhor forma de você se dar um aumento salarial é proteger o seu capital, pois o que você acumula hoje virará um complemento de renda amanhã. Logo, coloque uma máscara de oxigênio em si mesmo ao reduzir suas dívidas e proteger os seus investimentos contra períodos turbulentos de alta da inflação, como estamos vivendo atualmente.

Lembre-se, o valor do seu conforto futuro é fruto do quanto você investe periodicamente multiplicado pelo tempo e pela rentabilidade. Ou seja, a cada período, os juros compostos incidem sobre o montante anterior, que já foi remunerado pelos juros do período antecedente.

São os juros em cima de juros trabalhando a favor do aumento da formação da sua reserva financeira, sendo o tempo um dos seus maiores aliados. Assim, quanto mais cedo você sair das suas dívidas e começar a investir, maior é o aumento salarial que você se dará no futuro.

PROMOVA-SE!


Por Arnaldo Lima / Diretor do Instituto de Longevidade MAG e Diretor de Estratégias Públicas da MAG Seguros

Conteúdo produzido por parceiros do portal Investimentos RPPS. A reprodução é permitida desde que a fonte seja citada.
Investimentos RPPS é um portal independente de publicações sobre mercado financeiro, gestão e finanças em geral. Voltado, principalmente, para Regimes Próprios de Previdência Social.
Este texto representa a opinião do autor não, necessariamente, a opinião deste portal.
16/06/22
Conheça 8 órgãos reguladores do mercado financeiro
07/06/22
O valor inestimável do longo prazo
02/06/22
Para que serve um preço na curva?

Leia também

Deixe o seu comentário