As 10 gestoras mais investidas por RPPS

Estudo feito pela Comdinheiro exclusivo para o site Ivestimentos RPPS.

CONTEÚDO EXCLUSIVO

Além das adversidades vividas atualmente pela crise econômica causada pelo coronavírus, o Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) tem um desafio adicional constante de alocação e transparência das suas aplicações, tendo em vista os limites e parâmetros legais existentes nos regulamentos vigentes. 

Segundo dados do Comdinheiro, é possível identificar que as cotas de fundos de investimento são os ativos com maior peso na carteira dos RPPS, com uma soma de alocação superior a R$ 82 bilhões:

Fonte: Comdinheiro

O investimento em fundos ajuda o gestor do RPPS não só na diversificação da carteira, bem como na profissionalização da gestão dos recursos. No caso de RPPS que sejam menores, os fundos tornam-se ainda mais atrativos, uma vez que podem viabilizar o acesso a determinados mercados e ativos que não conseguiriam (ou até não poderiam pela regulamentação) investir de forma direta.

O estudo abaixo revela as 10 gestoras com maior valor alocado de RPPS:

Fonte: Comdinheiro

O ranking tem como base o mês de novembro de 2020 e evidencia a elevada concentração em gestoras vinculadas a bancos públicos, com cerca de R$ 60 bilhões de patrimônio alocados apenas em Caixa Econômica Federal e BB Gestão de Recursos. Na sequência está a gestora do Bradesco, BRAM, o Itaú Unibanco, a Banrisul e o Santander Brasil Gestão de Recursos. 

As quatro últimas colocadas tem um valor alocado inferior, quando comparadas com as outras gestoras, são elas: Vinci Equities, Western Asset Management, Banestes e Icatu Vanguarda.

Abaixo podemos ver um mapa de como essas cotas de fundos estão distribuídas pelos estados do Brasil: 

Fonte: Comdinheiro

Os destaques ficam para os estados do Amazonas, com R$4,7 bilhões de patrimônio em fundos, Roraima, com R$3,7 bilhões e Distrito Federal, com R$3,6 bilhões. O Amazonas aparece em primeiro lugar novamente quando analisamos o apetite dos RPPS por fundos de ações:

Fonte: Comdinheiro

Em um contexto de grandes desafios mercadológicos, os Regimes Próprios de Previdência Social vêm buscando aprimorar a gestão de recursos em prol do atingimento de sua meta atuarial. Para tal, os fundos de investimentos desempenham um papel importante para os RPPS, ao oferecer uma ampla variedade de ativos e gestores para atender aos mais diversos tamanhos e perfis dos entes. Tal diversidade, contudo, implica o dever do gestor do RPPS de uma avaliação minuciosa dos investimentos tanto no processo de escolha, quanto de acompanhamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *